Dicas para o projeto de arrecadao de recursos: Apresente-se!

Dicas para o projeto de arrecadação de recursos: Apresente-se!

Seis perguntas simples vão te nortear na elaboração de um projeto social.

Conheça as três que vão garantir uma boa primeira impressão.  

            O primeiro passo para ser aprovado em um programa de apoio financeiro é o projeto. É nele que será mostrado todo o comprometimento das pessoas com a causa e como a execução deste sonho é essencial para uma sociedade melhor. A história, o intuito e um plano detalhado da instituição devem estar contidos de forma que cative e convença a comissão avaliadora a abraçar sua proposta e fazer seu projeto ganhar vida e continuar crescendo até mesmo depois do período de apoio. Em resumo, o projeto é o primeiro aperto de mão entre a instituição e o apoiador.

            Elaboramos algumas dicas apresentando os pontos indispensáveis em um projeto social, e apresentamos de forma que você reflita e o adapte à realidade da sua instituição. O dividiremos em duas etapas compostas por seis perguntas simples: Quem? O que? Por que? Como? Quando? Quanto? Ao responder todas estas indagações, a estrutura do seu projeto estará pronta! Basta dispô-la conforme a ordem e a nomenclatura solicitada pelo programa, acrescentar a documentação da instituição, enviar e aguardar os resultados. Vamos à primeira parte:

Histórico

Quem está pedindo apoio? Neste primeiro item, a instituição deve contar a sua história, sua missão e o impacto que causa na comunidade em que está inserida. Também é importante falar sobre o público atendido, as atividades desenvolvidas e quais as perspectivas para o futuro.

Objetivo

O que a instituição precisa? Neste momento, a instituição deve falar sobre o seu projeto. Comece com uma proposta criativa e um título que desperte a curiosidade, e depois discorra, de forma resumida, sobre o que pretende ser feito e qual problemática pode ser resolvida. 

Justificativa

Por que esse projeto é importante? De forma mais aprofundada, explique o projeto e, se julgar necessário, acrescente estudos afirmando que a iniciativa é eficiente. Justifique também como os atendidos serão beneficiados e o potencial sustentável deste projeto.

            Estas dicas preenchem a parte essencial da proposta: seus valores sociais e o comprometimento em possibilitar o acesso a determinados grupos da sociedade que nem sempre são contemplados com todas as oportunidades. Para garantir uma maior riqueza de detalhes, que tal reunir alguns integrantes da instituição? Vocês podem discutir os pontos mais importantes de forma que o projeto final fique mais completo. Podem, também, consultar outros métodos para a construção de um plano, como a 5W2H

            Se a ideia é inscrever um projeto educacional e socioeducacional, a temporada de solicitação de apoio começou! Leia o Programa de Parcerias 2019 e inscreva-se