Em Mogi Mirim: 5 iniciativas que fazem a diferena

Em Mogi Mirim: 5 iniciativas que fazem a diferença

A cidade do interior de SP teve o maior número de projetos apoiados pelo Programa de Parcerias 2019. Conheça.

Dos 44 projetos apoiados pela Ação Social Cooperada em 2019, 5 são de organizações sociais de Mogi Mirim, SP, o que torna a cidade com maior número de apoios recebidos neste programa de parcerias e,  somados os investimentos superam R$80 mil.

Hoje, convidamos você, leitor, a conhecer de pertinho cada uma dessas iniciativas e os trabalhos que realizam. Alguns destes projetos representam uma parceria de longa data com a Ação Social e outros, o início de uma grande amizade. Confira!

Alegrando

O nome do projeto vai ao encontro do que ele proporciona aos mais de 90 alunos do Educandário Nossa Senhora do Carmo, nas oficinas de contraturno escolar. A assistente social da instituição, Cintia Rezende, conta que a Ação Social possibilitou novos rumos para o projeto.

“Nossas oficinas de esporte, cultura e arte se tornaram mais fortes com o apoio da Credicitrus e da Coopercitrus. O projeto apoiado é de melhorias na estrutura de nosso espaço. Tudo para deixar o ambiente mais seguro e agradável para nossos atendidos. E esse sonho é possível através de oportunidades como da Ação Social, que nos orienta e dá estrutura para que os projetos aconteçam da melhor maneira possível”.

Sustentabilidade

As atitudes sustentáveis, que já fazem parte da essência da Credicitrus e da Coopercitrus, são possibilitadas a instituições como o Lar São Francisco de Assis, cujo projeto apoiado pela Ação Social é de uma usina de produção de energia fotovoltaica.

A assistente social Vanessa Simoso conta que este era um desejo antigo da instituição, mas que estava esperando a parceria certa para ser colocado em prática: “Começamos a pensar no projeto em 2016, mas só depois de uma conversa com o gerente da Credicitrus de Mogi Mirim e da orientação do pessoal da Ação Social Cooperada é que vimos como esse projeto importante seria possível. Uma usina para nosso Lar, além da redução significativa nos gastos, inspira a comunidade pelo pensamento sustentável que temos”, comemora.

Trabalho em rede

Outro dia falamos no blog sobre a rede de apoio, um movimento em que as instituições colaboram entre si para todas crescerem juntas. Hoje, vemos exatamente esse movimento em ação: O pessoal do Lar São Francisco de Assis apresentou e incentivou o pessoal da Associação de Pais e Amigos do Autista da Baixa Mogiana – Fonte Viva, a inscrever um projeto no Programa de Parcerias 2019.

A parceira deu tão certo que a Fonte Viva foi uma das apoiadas este ano e está fazendo uma grande diferença na comunidade de Mogi Mirim e região, pelo trabalho de referência com autistas.

“Precisávamos ampliar a avaliação técnica e ficamos sabendo da iniciativa da Credicitrus e da Coopercitrus. Com o apoio, conseguimos investir em estrutura e hoje somos o principal meio de identificar o Transtorno do Espectro Autista precocemente, garantindo acompanhamento e tratamento digno aos atendidos”, afirma a coordenadora pedagógica Maiara Bertola.

Segurança

A coordenadora pedagógica da Casa da Criança Carlota Lima De Carvalho e Silva, Marceli Machado, conta que era um sonho a instituição voltar a oferecer o berçário à comunidade. Mas, para este projeto acontecer, as estruturas deveriam passar por uma reforma, garantindo maior segurança e conforto para os atendidos.

“Começamos a pesquisar os melhores materiais para essa reforma, e a principal dificuldade era encontrar uma solução para o piso de cimento, que poderia machucar nossos atendidos que começam a partir dos 6 meses de vida. Encontramos uma empresa que confecciona pisos a partir da reciclagem de pneus usados. O resultado era um revestimento de bom custo, antiderrapante e macio para a criançada. A partir disso, inscrevemos nosso projeto para o Programa de Parcerias da Ação Social Cooperada. Quando soubemos da aprovação, ficamos muito felizes em saber que nosso projeto seria colocado em prática por empresas como a Credicitrus e a Coopercitrus, que se preocupam com a comunidade”, relata Marceli.

Horizonte

O nome do projeto do Centro de Educação e Integração Social (Cebe) é bem sugestivo: Além do Horizonte. O objetivo da iniciativa apoiada pela Ação Social Cooperada é oferecer oficinas que impactam positivamente na vida dos adolescentes, fazendo que eles cresçam com responsabilidade, autoestima e sejam verdadeiros transformadores de suas comunidades.

“O projeto visa orientar e transformar as relações com a família, a comunidade e o fortalecimento de vínculos, o reconhecimento das fragilidades e potencialidades de cada adolescente. O apoio da Ação Social tem possibilitado maiores conquistas não só para a instituição no geral, mas para o universo dos jovens que atendemos”, afirma o educador social Luiz Henrique Dalbo.

Ficamos muito gratos por saber que a soma de nossos esforços promove uma grande transformação nas comunidades, em especial na vida dos moradores de Mogi Mirim. Em breve, começa o Programa de Parcerias 2020. Enquanto isso, incentive uma instituição a se cadastrar como nossa parceira. Este é o primeiro passo para a mudança acontecer.