Em Votuporanga, a aproximao  o segredo do desenvolvimento

Em Votuporanga, a aproximação é o segredo do desenvolvimento

Conheça os projetos sensíveis que as instituições locais estão promovendo com nosso apoio.

Aproximar-se das pessoas e ouvir o que elas têm a dizer. As instituições apoiadas pela Credicitrus e a Coopercitrus através da Ação Social Cooperada na cidade de Votuporanga, SP usam dessa premissa para transformar a comunidade.

A Casa da Criança de Votuporanga e a Associação Fraterna da União são instituições de grande notoriedade da cidade. Atuam há mais de 20 anos e juntas somam mais de 120 atendidos. Conheça as histórias e os projetos de cada uma delas.

Bruna Mazetti, assistente social da Associação, conta que a iniciativa começou em 1996, como uma ação de um grupo de pais de pessoas com deficiência intelectual para garantir o desenvolvimento social.

“Hoje, fazemos o atendimento social e educacional de 60 pessoas com idades entre 4 e 29 anos de Votuporanga e mais 5 cidades da região”.

O projeto apoiado pela Ação Social Cooperada consiste em um sistema de Aquaponia para a produção de vegetais e peixes: “Nossa ideia foi conscientizar os atendidos através de palestras e dos cuidados com a horta, o que reflete na disseminação do conhecimento para os familiares também, que implantam em casa, práticas cada vez mais sustentáveis e conscientes”, afirma Bruna.

Dessa forma, a instituição instiga o desenvolvimento sustentável não só a quem atende, mas também para toda a comunidade, que se aproxima e se envolve com essas e outras ações importantes para a evolução social.

De forma parecida acontece na Casa da Criança de Votuporanga, com 50 anos de atuação na comunidade e 62 crianças e adolescentes – entre 6 e 15 anos – atendidos no contraturno escolar com atividades de convivência e fortalecimento de vínculos, esportivas, culturais e sociais.

“Quando soubemos da Ação Social Cooperada, decidimos perguntar às crianças que tipo de atividades elas gostariam de ver por aqui. Um parquinho novo foi a opção vencedora”, conta a assistente social Roselaine da Silva.

O passo seguinte foi buscar a referência de um parquinho, que foi encontrado em um clube da cidade: “Levamos as crianças e elas ficaram fascinadas. E olha que no clube tinha até piscina, mas o que apaixonou mesmo foi o parquinho”.

De volta à Casa, as crianças desenharam quais brinquedos gostariam de ver no parquinho: "Uma casinha ganhou de disparada. A partir de todo esse diálogo com os atendidos, elaboramos o projeto e notamos que um espaço adequado para brincar iria valorizar a infância, essa parte tão importante na vida”.

Roselaine afirma que tal qual o projeto, a Ação Social Cooperada fornece um retorno real à sociedade, pois contribui para a formação dos futuros cidadãos de Votuporanga.

“A Ação Social tem uma característica mais humana e percebi isso de forma ainda mais clara quando participei do Seminário SustentaHabilidades, em outubro. Representei a Casa da Criança e, quando retornei, passei todos os aprendizados à equipe”.

Além de partilhar o conhecimento, Roselaine afirma que muitos aprendizados foram colocados em prática, mudando a realidade da instituição: “A palestra sobre comunicação me abriu os olhos e começamos a dar uma atenção maior aos conteúdos do nosso site, por exemplo. A palestra com tema jurídico nos deu um novo direcionamento sobre administração e o mais importante: conversar com outras instituições promoveu uma grande troca de vivências”.

A aproximação, a partilha e a transformação são termos que inspiram a jornada dessas duas instituições que temos orgulho de apoiar e acompanhar o trabalho de pertinho. Falando nisso, estamos em fase de captação de projetos! Se sua instituição já se cadastrou, confira as regras e prazos aqui e elenque aquela ideia ou projeto que só precisa do aporte certo para começar.

Acesse seu cadastro e conte sua ideia inovadora para a gente. Agora, você também pode “vender” sua proposta em um vídeo de poucos minutos. Saiba mais sobre o Pitch de Projetos, clicando aqui.

 

Até mais!