Maratona pelo bem social e pela gerao de renda

Maratona pelo bem social e pela geração de renda

Tudo começou com uma corrida de rua, mas muitas possibilidades se abrem com ela.

            A corrida, além dos benefícios para a saúde, ganhou uma nova funcionalidade: gerar renda e fazer o bem a quem precisa. No sábado (16 de março), a cidade de São Manuel, no interior de São Paulo, foi palco da 1ª edição da GiraRun, corrida de rua realizada pelo Projeto Girassonhos, que possibilita o fortalecimento de vínculos a crianças e adolescentes de 6 a 15 anos de idade.

            Cerca de 300 pessoas participaram da competição, tanto nas categorias infantis de 4 a 6 anos e de 7 a 9 anos; quanto nas categorias principais, de 5 e 10 mil metros, masculinas e femininas. O evento causou grande agitação na cidade e trouxe visitantes de toda a região, com atletas de Botucatu, Lençóis Paulista e Jaú.

            Só com estas ações, dá para notar como o evento foi especial. Mas não para por aí. A Girarun dá a largada para o projeto do Girassonhos, que é fruto do apoio da Ação Social Cooperada, através da Credicitrus e da Coopercitrus.

            A assistente social Ana Pauta Gil Rodrigues explica: “A Ação Social Cooperada nos incentivou, por diversas vezes, a construir uma ação de sustentabilidade para nossa instituição. E essa semente foi se fortalecendo nas formações que a Credicitrus e Coopercitrus ofereciam até que, em determinado momento, tivemos esta ideia”.

            Ana Paula pratica corrida e, observando a estrutura dos eventos da região, inscreveu um projeto de geração de renda conosco. Funciona assim:  com o apoio da Ação Social Cooperada, a instituição adquiriu equipamentos de chipagem e cronometragem de alta tecnologia, para garantir maior precisão nos resultados das maratonas. A inauguração deste sistema com o teste real da eficiência foi visto e aprovado por todos durante a GiraRun.

            “Consideramos uma tendência que envolve e nos contagia. Nossa intenção é locar este equipamento indispensável para as corridas de rua, de terra e também as competições de bike, porque constatamos que há grande interesse, todo o final de semana tem corrida aqui na região e todo mundo participa”, justifica.

            Vários grupos de corrida da região marcaram presença. Um deles, é o Guerreiros do Asfalto, que conta com mais de 100 atletas, entre elas Aline Diegoli, de Lençóis Paulista.

            “Ficamos sabendo desta corrida e nos organizamos para marcar presença. Focamos bastante nos eventos que são beneficentes, porque faz parte da nossa essência não só praticar o esporte, mas também ter uma participação ativa em prol de instituições que precisam”. Além dos grupos, participaram também famílias, crianças, jovens e adultos que praticam a modalidade mesmo que de forma amadora.

            Leonardo Lopes Pimenta, por exemplo, é costureiro e começou a praticar corrida por incentivo da academia: “A gente pratica corrida 3 vezes por semana e o treinador nos inscreveu na GiraRun. Fico emocionado por estar praticando este esporte que gosto tanto e, ao mesmo tempo, estar engajado com uma causa”.

            Já Luciano Cardoso, metalúrgico, pratica corrida há 8 meses e decidiu se engajar na 1ª GiraRun: “Estou correndo em uma competição e dando condições a quem precisa”, afirma.

            Assim como os exemplos de voluntariado, temos grande admiração pelos projetos que envolvem, diretamente, a comunidade. A energia de uma corrida de rua, no final de um sábado a tarde foi capaz de reunir mais de 300 pessoas que, além de praticar esportes e se divertirem, dá início a uma nova e importante possibilidade de desenvolvimento a uma instituição social. Somos muito gratos por fazer parte desta e de dezenas de outras iniciativas que geram renda e oportunidade a quem mais precisa e agradecemos também por sua colaboração ativa na concretização destas iniciativas.

            E vale lembrar: Até 31 de março, seguimos com a inscrição de projetos no segmento de geração de renda e energia, além de desenvolvimento sustentável e ambiental do Programa de Parcerias 2019. Observe à sua volta e identifique as várias formas de crescimento que a sua instituição, junto com a comunidade, é capaz de promover. E conte com a gente nesta empreitada.