Mais de R$100mil foram investidos em instituies de So Jos do Rio Preto no ltimo ano

Mais de R$100mil foram investidos em instituições de São José do Rio Preto no último ano

Por meio do Programa de Parcerias da Ação Social Cooperada, 6 projetos de 5 instituições do município paulista de São José do Rio Preto receberam o investimento da Sicoob Credicitrus e Coopercitrus em 2017. As cooperativas, que atuam em conjunto com os seus respectivos Fundos de Investimento Social, já estão há 12 anos investindo recursos em projetos e já apoiaram mais de 200 instituições do terceiro setor que estão concentradas no Estado de São Paulo e Minas Gerais, em cerca de 80 municípios.

Em São José do Rio Preto, as instituições apoiadas em 2017 foram a “AACIP –  Associação Artística e Cultural do Interior Paulista - Camerata Jovem Beethoven”, a “APM da EE Prof. José Felício Miziara”, “Associação Lar de Menores – Alarme”, “Associação Missionária Maria Peregrina”, e o “Instituto Riopretense de Cegos Trabalhadores”.

A finalidade das instituições apoiadas pela Ação Social Cooperada baseia-se de forma geral na contribuição para a qualidade de vida de seus assistidos, desenvolvendo projetos, atividades e processos de premissas sustentáveis que ofereçam bem-estar, os valorizem dentro de sua condição humana e promovam sua inclusão social. Os segmentos dos projetos se divergem. Em 2017, dois dos projetos apoiados pertenciam ao segmento assistencial, das instituições “Associação Missionária Maria Peregrina” e “Associação Lar de Menores - ALARME”.  São eles, o “Apoio para Capacitação” e o “Da Horta Para Mesa”, respectivamente.

No “Apoio para Capacitação”, o investimento viabilizou à instituição um curso sobre a captação de recursos por meio de créditos de carbono, e serviu como a extensão de um projeto já apoiado pela Ação Social Cooperada anteriormente. O “Da Horta Para a Mesa” serviu para a aquisição de bens duráveis para a instalação de uma horta dentro da instituição, que com este apoio, agora é capaz de oferecer alimentação saudável às 500 crianças e adolescentes atendidos pela instituição.

No segmento cultural, a “Camerata Jovem Beethoven”, responsável por uma das apresentações do Show Beneficente de 2018, foi contemplada por meio do projeto “Música que Transforma”, onde o apoio da Ação Social Cooperada colaborou para a ampliação do acervo de instrumentos e acessórios musicais, possibilitando a cada um dos alunos atendidos pela instituição que possuíssem o seu próprio instrumento em sala de aula.

Dentro do segmento Educacional foram apoiados projetos da “APM da E.E. Prof. José Felício Miziara” e um segundo projeto da “Associação Missionária Maria Peregrina”. A escola José Felício recebeu investimentos para o “Projeto de Vida Aluno Orgulho Miziara”, para a implantação de recursos que auxiliassem os alunos do Ensino Médio a transformar seus projetos de vida em roteiros a serem percorridos. Já na Maria Peregrina, o projeto apoiado foi o “Orgânicos Maria Peregrina”, que com o apoio da Ação Social Cooperada desenvolveu um negócio sustentável para a produção e comercialização de alimentos hortifrúti orgânicos, gerando empregos e renda, qualidade de vida e receita para sustentar a instituição.

> Conheça mais sobre o projeto da Maria Peregrina aqui

No segmento socioeducativo, foi apoiado o projeto do Instituto Rio Pretense de Cegos Trabalhadores, “Visão do Coração”. Neste projeto, o recurso da Ação Social Cooperada ofereceu oportunidades de aprendizado para os atendidos através da aquisição de instrumentos musicais utilizados como uma forma de terapia para os deficientes visuais.

 

Investimentos que Geram Resultados

A Mayara de Carvalho Carrasco Proto, atual gestora do Instituto ALARME, ressalta a importância que o investimento das cooperativas tem para que a instituição cumpra com a sua missão de “despertar a sobrevivência, convivência, evolução social e humana para quem dá e para quem recebe”.

Ainda sobre a importância do apoio da Ação Social Cooperada, Mayara diz que “É muito revigorante termos contato com empresas que têm a consciência de sua responsabilidade social e entregam para a sociedade um pouco do que receberam. É o “dar e receber” que frisamos em nossa missão. As ações realizadas pela Sicoob Credicitrus Coopercitrus são exemplares no sentido da preocupação com a realidade das Instituições, são realizadas visitas periódicas ao Instituto para troca de conhecimento que são riquíssimas, são propostas capacitações e atividades com foco na gestão das entidades e são aportados os tão necessários recursos financeiros em projetos de relevância. Tudo isso é feito com muito cuidado, empatia, transparência e responsabilidade, o que nos faz sentir orgulho e gratidão por sermos parceiros da Ação Social Cooperada”.

 

(Atendidos pela ALARME durante atividades no projeto)

A Patricia Fernanda Sant’Anna Scarin, gerente da unidade PA 59, em São José do Rio Preto, confirma os resultados presentes nos objetivos da Ação Social Cooperada. Segundo ela, “essa parceria é de grande valia para a comunidade local, pois além de interagir com a sociedade, a cooperativa distribui riquezas e reinveste parte de seu resultado em projetos sociais. Essas ações têm por objetivo proporcionar melhorias no sistema de ensino educacional e profissionalizante preparando jovens para um futuro melhor. Logo, vejo como é engrandecedora e única a oportunidade de praticarmos ações sociais e voluntárias que venham a auxiliar não só um segmento ou classe, mas uma comunidade em geral.”