Um ajuda o outro e todos crescem juntos

Um ajuda o outro e todos crescem juntos

O Educandário de Pinhal, a Casa Santa Maria e o Grupo de Combate ao Câncer se uniram pela geração de renda. Veja essa história!

 

Lembra quando falamos da parceria entre o Educandário Sagrados Corações e a Comunidade Maria Peregrina? As duas instituições resolveram visitar uma a outra e se conhecer para trocar conhecimentos e partilhar estratégias de geração de renda. Grandes oportunidades partiram disso – e tudo começou com uma ponte feita por nós, da Credicitrus e da Coopercitrus, através da Ação Social Cooperada.

Mas essa história cheia de inspiração não é um caso raro e único. Temos recebido diversos relatos importantes de trabalho em rede e, hoje, vamos compartilhar mais uma, que envolve bem mais que duas instituições.

A Marli Rossatti Marinelli, diretora e Assistente Social do Educandário de Menores da cidade de Espírito Santo de Pinhal, SP; foi a ponta de tudo.

“Troquei uma ideia com a Leila Sangalli, da Casa de Santa Maria, que conheci através da Ação Social Cooperada. Falamos sobre a vontade de começarmos um projeto de geração de renda, apesar da insegurança e a Ação Social Cooperada nos apresentou vários casos, como o Grupo de Voluntários de Ajuda aos Portadores de Câncer e a Casa, ambos de São Manuel. Entramos em contato com as duas e, depois de 3 horas de viagem, conhecemos de perto o funcionamento de cada projeto. Ficamos encantados!”, relembra.

Marli voltou com a ideia estruturada e inscreveu o projeto no nosso Programa de Parcerias e Sustentabilidades de 2019. Com a experiência adquirida na visita, começaram a customizar presentes, como chinelos, canecas e afins. O projeto deu tão certo que a Marli atendeu a gente enquanto participada da Festa de Santa Luzia, uma celebração local, onde a instituição ganhou um espaço para uma barraca e a venda dos produtos.

“Antes dependíamos apenas de rifas e eventos para complementar a renda e hoje vendemos por encomendas e divulgamos nossos produtos. Acredito que só vamos crescer”.

 

Muito além

Assim como no caso da Marli, do Educandário de Pinhal, o Grupo de Voluntários de Ajuda aos Portadores de Câncer já serviu de inspiração para várias instituições parceiras da Ação Social Cooperada.

A Vânia Maldonado dos Santos, psicóloga da instituição, conta que, desde o projeto Cozinha Acolhedora, apoiado pela Ação Social Cooperada, vem trocado figurinhas com outras instituições.

“Sou de Lençóis Paulista e trabalho aqui em São Manuel e por isso, contei para o pessoal do CAPE, sobre a iniciativa da Credicitrus e da Coopercitrus e os incentivei a inscreverem um projeto”.

A partir de então, várias parcerias surgiram: “Com o Educandário de Pinhal, fomos conversando, nos conhecemos e hoje trocamos informações sobre máquinas, materiais e novas técnicas”.

Foi assim com o Educandário São Lourenço e também com a Associação de Combate ao Câncer de Marília, SP: “que foi uma surpresa para a gente. Conhecemos a Maria Antônia no Seminário SustentaHabilidades de 2019 e ela nos surpreendeu vindo nos visitar dias depois. Ficou encantada com nossos projetos e decidiu implantar as iniciativas de geração de renda como oficinas para os atendidos, como fazemos aqui no Grupo. Assim, além de promover a sustentabilidade das nossas ações, também garantimos novos aprendizados e um pouco de distração para quem está enfrentando a doença”.

Mil possibilidades surgem quando nos dedicamos a pensar fora da caixinha – e fora dos limites da nossa cidade. Nestes 14 anos, nos tornamos construtores de algumas pontes importantes para o desenvolvimento das comunidades em que a Credicitrus e a Coopercitrus estão presentes. Nos orgulhamos de contar estas histórias e, a partir delas, compartilhar ainda mais incentivo para você, sua instituição e as parceiras em potencial da sua cidade.

Para 2020, coloque como uma de suas metas, iniciar uma amizade com as instituições que você conhece. E conte com nosso apoio para aquele projeto que está esperando para acontecer. Clique aqui e inscreva seu projeto!