PÚBLICO-ALVO


  • Crianças (desde recém-nascidos) e adolescentes (que estejam cursando até a última série do curso médio), vulneráveis, em situação de risco ou pertencentes às comunidades e aos segmentos da sociedade menos assistidos pelos poderes público
  • Idosos em geral e pessoas de qualquer idade com enfermidades crônicas ou limitações físicas e mentais que dependam de recursos de terceiros para manutenção, tratamento ou reabilitação.

ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS


  • Estão habilitadas a receber apoio da Ação Social Cooperada organizações da sociedade civil dedicadas à assistência social e/ou educacional de crianças e jovens pertencentes aos setores mais carentes da sociedade, bem como ao acolhimento e atendimento de pessoas com deficiências e idosos carentes de recursos.
  • Escolas públicas municipais e estaduais de primeiro e segundo graus também podem ser beneficiadas, porém a destinação dos recursos se fará obrigatoriamente por meio de suas respectivas Associações de Pais e Mestres (APMs).

Obs.: somente será concedido apoio a instituições legalmente constituídas, em situação regular e sediadas em municípios das áreas de atuação da Credicitrus e da Coopercitrus.

 

ENTIDADES E AÇÕES NÃO ELEGÍVEIS


A Ação Social Cooperada não destina recursos para cobertura de despesas de custeio, como folha de pagamentos, aluguéis e contas de serviços públicos, por considerar esse tipo de apoio incompatível com as boas práticas para a sustentabilidade do terceiro setor. Além disso, não apoia financeiramente:

  • Órgãos públicos (contam com orçamentos oficiais oriundos da arrecadação de impostos e taxas);
  • Escolas particulares;
  • Partidos políticos;
  • Organizações sociais com declarado interesse político (como as que englobam pessoas sem teto e sem terra);
  • Clubes de serviços;
  • Igrejas, independentemente de credo;
  • Empresas particulares;
  • Pessoas físicas;
  • Patrocínios – neste caso, as solicitações devem ser encaminhadas às áreas de Marketing da Coopercitrus e da Credicitrus, para que deliberem se têm interesse em apoiar tais demandas.

REQUISITOS


A Credicitrus e Coopercitrus concede apoio financeiro através da Ação Social Cooperada:

  • De forma prioritária a projetos, ou seja, ações com começo, meio, fim e benefícios claramente definidos, incluindo investimentos em melhorias definitivas em instalações;
  • Em casos excepcionais, meio de doações, atende situações emergenciais das organizações elegíveis a receber apoio;
  • Adicionalmente, mantém programas próprios de formação e aperfeiçoamento profissional de gestores de organizações da sociedade civil, visando à sua sustentabilidade. 
  • À Organizações da Sociedade Civil (OSC) e Cooperativas que preencham os seguintes requisitos:
  1. Trabalhar dentro da área geográfica de atuação da Credicitrus ou da Coopercitrus.
  2. Prestar assistência a pessoas de baixa renda, incluindo crianças (desde recém-nascidos) e adolescentes (que estejam cursando até a última série do curso médio), vulneráveis, em situação de risco ou pertencentes às comunidades e aos segmentos da sociedade menos assistidos pelos poderes públicos; idosos em geral e pessoas de qualquer idade com enfermidades crônicas ou limitações físicas e mentais que dependam de recursos de terceiros para manutenção, tratamento ou reabilitação.
  3. Estar em situação regular perante os órgãos oficiais, mediante apresentação dos documentos correspondentes, a saber: estatuto social registrado em cartório e ata da assembleia de eleição da diretoria.
  4. Embora não sejam obrigatórios, representam fatores de diferenciação da entidade quanto ao reconhecimento de sua utilidade pública registros no respectivo Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente (CMDCA), no Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) e ainda como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), título conferido pelo Ministério da Justiça.
  5. E deverão demonstrar que são sustentáveis, ou seja, que mantêm estruturas próprias de captação de receitas e/ou geração de renda para a realização de suas atividades.

Escolas

Também terão direito a receber apoio escolas públicas municipais e estaduais de primeiro e segundo graus, porém obrigatoriamente por meio de suas respectivas associações de pais e mestres (APMs). A razão para essa exigência é simples: qualquer recurso para uma escola pública deve ser doado à Prefeitura correspondente ou ao governo do Estado, o que contraria as regras de apoio da Ação Social Cooperada, conforme se verá no próximo capítulo. As APMs são organizações da sociedade civil e não estão subordinadas funcionalmente às respectivas escolas, apenas contribuindo com atividades suplementares.

COMO SOLICITAR APOIO


A solicitação deve ser feita exclusivamente por meio do formulário disponibilizado neste site. As entidades solicitantes devem fazer previamente seu cadastro

Dados para cadastro: Clique e confira!

Dados para projetos: Clique e confira!

LIBERAÇÃO DOS RECURSOS APROVADOS


A liberação de recursos obedece a um conjunto de trâmites formais, além do cumprimento das exigências de cadastro. As entidades beneficiárias devem fornecer um comprovante de recebimento em consonância com as normas contábeis e jurídicas da Coopercitrus e da Credicitrus e de acordo com a legislação vigente. Além disso, devem firmar um Termo de Compromisso de utilização dos recursos recebidos na finalidade aprovada pelo Conselho Gestor. O objetivo dessas exigências é tornar a destinação e aplicação dos recursos da Ação Social Cooperada auditável, rastreável e transparente para todos cooperados.

PROGRAMAS DE PARCERIAS E SUSTENTABILIDADE 2020