Definições e alcance do empreendedorismo social

23/10/2019

A Credcicitrus e Coopercitrus acreditam que o empreendedorismo social é uma excelente oportunidade de transformação para sua instituição e hoje, contamos para você os fundamentos dessa prática. Confira!

Uma das melhores definições de empreendedorismo social foi formulada pela escola de empreendedores sociais meuSucesso e publicada na página de abertura de seu site: https://meusucesso.com. Essa escola mantém uma certa similaridade com a Ashoka, apresentada em um post anterior, pois seus instrutores e mentores são empreendedores sociais de sucesso. Confira, a seguir, sua definição e as explicações que a complementam.

Empreendedorismo social consiste em utilizar técnicas de gestão, inovação, criatividade, sustentabilidade e outras com o propósito de maximizar o capital social de uma comunidade, um bairro, uma cidade ou mesmo um país. Resumindo, empreendedores sociais buscam transformar o mundo e melhorar a vida das pessoas utilizando métodos geralmente presentes no cotidiano de empresas.

Para isso, os empreendedores criam modelos que podem ser lucrativos e sociais, por meio de medidas sustentáveis, que gerem não somente dinheiro, mas tragam melhorias em todos os setores de uma comunidade. Essa maneira de desenvolver um negócio busca uma forma de vida mais justa com menos desigualdade social.

O empreendedorismo social surge em cenários problemáticos, de crise e desafios econômicos, sociais e também ambientais. O empreendedorismo social ajuda a resolver situações que tenham a ver com moradia, saúde, educação, emprego, meio ambiente e direitos humanos. O empreendedor social destrava caminhos em busca da solução e, com o lucro da sua empresa, mantém a iniciativa ativa, autossustentável, sem depender de subsídios e doações, tanto do governo quanto particulares.

10 principais características

de um empreendedor social

1. É focado na população de baixa renda.

2. Reúne habilidades e competências de gestão profissional.

3. Sabe trabalhar de modo empresarial para resolver problemas sociais.

4. Tem senso de solidariedade.

5. É empático.

6. É realizador.

7. Acredita no impacto social relacionado à atividade principal de sua organização.

8. Lança-se em inovação, adaptação e aprendizado contínuos.

9. É ousado, ou seja, corre riscos, e é criativo.

10. Tem senso de responsabilidade tanto com seus públicos quanto com os resultados, ou seja, assume e cumpre compromissos com sua causa.

Para completar, o empreendedor social normalmente pensa grandeinfluencia pelo exemplo de ação, mais do que por palavras, e, com isso, GERA TRANSFORMAÇÕES EFETIVAS E DURADOURAS.

Agora que você tem a definição, vamos para a ação!