Histórias para quem gosta de contar – Frutal e a fuga de Mind Blund

21/01/2020

Frutal é uma simpática cidade mineira na região sudoeste do triângulo mineiro. O município tem cerca de 58.000 habitantes e se destaca na produção de cana de açúcar, pecuária, abacaxi e conta com uma das mais modernas cervejarias do país. Isto porque Frutal é também conhecida como cidade das águas. Na praça central de Frutal há uma bela Igreja em estilo neogótico e o Restaurante Maria Fumaça que serve a deliciosa comida mineira.

Mas nosso foco em Frutal são três organizações sociais que distam cerca de duzentos metros entre si; o Lar São Pio XII, a Casa da Criança Santo Antônio de Pádua e o Educandário Pe. Lourenço. São Pio XII é uma ILPI que tem investido em produção de energia fotovoltaica. O Educandário Padre Lourenço atua na educação infantil e desenvolveu diversos projetos pedagógicos e agora iniciou a geração de energia fotovoltaica. Tem uma qualidade excepcional em seu atendimento.

A Casa da Criança Santo Antônio de Pádua atende a crianças e adolescentes e já desenvolveu diversos projetos em parceria com a Ação Social Cooperada e a dois anos implantou uma usina de geração de energia. Percebe-se que em Frutal, as Organizações Sociais têm muita energia.

Mas é da Casa da Criança que vem nossa história para quem gosta de contar. A história de uma linda criança chamada Mind Blund, nome fictício de uma história real.

Mind foi raptada e vendida aos sete anos de idade e levada para outra localidade sem o conhecimento de sua família. Porém, Mind não é uma criança comum, ela conseguiu fugir e convencer alguém a lhe emprestar o aparelho celular e ligar para seu avô. Mind não é uma criança comum, ela lembrava o telefone do local onde seu avô trabalha. Conseguiu falar com o ele, contou o que lhe havia acontecido e ser resgatada do cativeiro. A história de Mind não é a única desse roteiro. Isso acontece com milhares de crianças pelo Brasil, mas a dela, e porque Mind não é uma criança comum, teve um final feliz.

A pouco tempo pude rever Mind Blund na Casa da Criança de Frutal. É uma criança linda e agora com dez anos. E não duvidem, ela não é uma criança comum, tem força, coragem e resiliência. Sua história me emociona, mas também me encoraja a lutar por aqueles que merecem a esperança.

Em Frutal e no mundo, Mind Blund não é uma criança comum.

Daqui estou vendo o amor irritado, desapontado,
mas também vejo outras coisas: vejo corpos, vejo almas (C. Drumond)