Histórias para quem gosta de contar – São Manuel: Organizações Sustentáveis

14/02/2020

Eu sou como o sabiá
Que quando canta é só tristeza
Desde o galho onde ele está
Nessa viola
Eu canto e gemo de verdade
Cada toada representa uma saudade

Nesses versos tão singelos cantados por Tonico e Tinoco encontramos a praça dos violeiros na entrada da bela cidade de São Manuel; berço de Tonico e vizinha da pequena Pratânia, terra de Tinoco.

Mas São Manuel  também é a cidade das organizações sociais empreendedoras. Nas organizações sociais apoiadas pela Ação Social Cooperada em São Manuel, sustentabilidade não é apenas uma proposta de desenvolvimento, mas uma prática adotada por cinco organizações sociais.

A confecção e estamparia da Casa de Santa Maria que gera cerca de quinze postos de trabalho, gerando renda para famílias atendidas pela instituição, bem como a sustentabilidade financeira da organização.

O inovador projeto GiraRun, em estágio de implantação no Centro Social São Manuel, que promete excelentes resultados nas organizações de eventos esportivos, unindo negócio social, vida saudável e inovação tecnológica.

A fabricação de objetos e alimentos, itens de decoração e a estamparia desenvolvida pelo Grupo de Assistência às Pessoas com Câncer de São Manuel, traz resultado ao tratamento dos pacientes e rentabilidade econômica para a entidade e famílias atendidas.

O Lar Anália Franco com seu pioneirismo em estabelecer uma gráfica e editora que hoje é responsável por grande parte do custeio da entidade.

A Apae de São Manuel que gera sua própria energia com a implantação de uma usina fotovoltaica e ainda capta recursos com aluguel de quadra, piscina e equipamentos.

São Manuel não cruza os braços nem se imobiliza diante das dificuldades. Suas organizações preferem atuar com inteligência, buscar inovações e serem criativas.

Se eu olho no bolso e me falta dinheiro
Amanso dois burros por trinta cruzeiros
Se pego o transporte de uma boiada
Já sou convidado pra ser boiadeiro

Tonico e Tinoco