Projeto Mãos Na Terra: Ressignificando a realidade na APAE de Barretos

31/07/2019

É importante ver como os projetos apoiados impactam na instituição. Confira este depoimento!

Às vezes a gente se esquece, mas estar em contato com a natureza e as nossas origens é uma maneira de transformar, evoluir e possibilitar novas perspectivas de vida às pessoas. Prova disso é o projeto Mãos na Terra, da APAE de Barretos, que é apoiado pela Credicitrus e da Coopercitrus, através da Ação Social Cooperada.

A Adriana Queiroz, professora especialista em Educação Especial e Inclusiva da instituição, nos enviou um relato contando como essa iniciativa é importante para o desenvolvimento dos atendidos. Confira!

Por meio de um currículo funcional o Projeto Mãos na Terra tem mudado a realidade de alunos da APAE de Barretos. A iniciativa busca desenvolver habilidades voltadas ao cultivo e cuidados com a terra, aprofundando os conhecimentos prévios e favorecendo a inserção em um mercado de trabalho informal pelo viés da educação. Através da olericultura orgânica, tornou-se possível desenvolver e dinamizar ações em relação a diversos aspectos como: hábitos alimentares saudáveis, desenvolvimento oral, motricidade e escrita. 

O projeto nasceu em 2014 e vem se fortalecendo com o passar dos anos. Nessa trajetória, surgiram parceiros, colaboradores e amigos como a Ação Social Cooperada da Credicitrus e da Coopercitrus, que acreditaram no desenvolvimento do potencial e habilidades dos envolvidos.  

Acreditamos que é um instrumento para combater a exclusão: Todas as pessoas têm capacidades e habilidades diversas, só dependem do profissional que os acompanha para descobrir e interceder em favor de sua autonomia inserindo em todos os ambientes da sociedade.

Durante as atividades os alunos aprendem como tratar bem a terra e a cultivar diversos tipos de verduras e legumes de forma orgânica. São eles os responsáveis pelo plantio, cuidado, trato e colheita. Através desse trabalho toda instituição e familiares dos alunos envolvidos são favorecidos com o consumo dos produtos.

A horta inserida no ambiente escolar possibilita o desenvolvimento de várias habilidades tanto na parte acadêmica quanto na prática, proporcionando um aprendizado mais prazeroso. Torna-se mais agradável e de fácil entendimento principalmente por ter sido implementado em uma turma de alunos que apresentam várias limitações motoras e intelectuais e que necessitam de estratégias de ensino que visem o aprendizado através da prática e do concreto para realizarem suas ações. 

 É muito gratificante ver a felicidade estampada no rosto desses meninos que hoje se sentem produtivos e participantes na sociedade. Somos gratos a todos os parceiros que apoiam e incentivam, não nos deixando desistir da caminhada. Obrigada!

Nós que agradecemos por este depoimento inspirador. E tal qual foi inspirador para a gente, gostaríamos que incentivasse a você também, representante de entidades apoiadas pela Ação Social Cooperada, faça como a Adriana Queiroz e nos envie também seu depoimento e ao, nosso leitor, fomente ideias e apoie os sonhos das instituições da sua cidade. Além disso, convide-as para se tornar uma parceira da Ação Social Cooperada. Basta clicar aqui e se cadastrar.