São José do Rio Preto e a construção de novas histórias

04/12/2019

A cidade possui 2 projetos sociais apoiadas pela Credicitrus e a Coopercitrus. Conheça.

Fazer o bem sem olhar a quem. Propomos uma nova perspectiva para este dito popular: fazer o bem olhando – e entendendo – a quem. A inspiração veio de duas instituições de São José do Rio Preto, SP, apoiadas pela Credicitrus e a Coopercitrus, através da Ação Social Cooperada.

Tanto a Associação Madre Teresa de Calcutá para pessoas em situação de rua quanto o Grupo de Amparo ao Doente de Aids focam essencialmente no apoio humano a dois grupos que necessitam de suporte diante contextos de rejeição social.

As duas instituições compartilharam suas histórias conosco e nos mostraram que são as ideias o fator principal de transformação na comunidade. Confira!

Combater estigmas, gerar oportunidades

Conhecido como Gada, o Grupo de Amparo ao Doente de Aids foi fundado por um grupo de mulheres cujo filhos eram portadores de HIV. “Foi um passo revolucionário para um público vítima de tanto preconceito. Inicialmente, nosso trabalho era focado no apoio humano, com visitas, banho, alimentação e acesso a médicos”, afirma o coordenador geral, Júlio Cesar Figueiredo Caetano.

Tempos depois, a instituição adquiriu uma sede e ampliou seu atendimento com programas de prevenção, palestras em escolas, luta de direitos e o DiskAids, por onde a população poderia tirar dúvidas sobre o HIV.

“Nos tornamos referência por trazer diversos programas para a cidade e expandi-los para as cidades vizinhas”. A instituição possui o projeto Arte Para Todos: “É um convênio com a Fundação Casa que oferece oficinas de arte e cultura em 21 centros de internação do Estado, atendendo a mais de 1.200 pessoas em atividades de dança, artes plásticas, teatro e afins”.

É neste contexto que entra a nossa colaboração. O projeto elencado no Programa de Parcerias 2019 da Ação Social Cooperada tem como objetivo modernizar o Arte Para Todos, implementando tecnologia às atividades.

“Com o apoio da Ação Social, adquirimos câmeras, equipamentos e capacitação para os nossos 25 arte-educadores. O objetivo é oferecer oportunidades mais condizentes com essa nova geração, modernas e interessantes de forma a tirar estes adolescentes desses ciclos de violência. E cabe a nós ter esse comprometimento com a comunidade”, finaliza Júlio Cesar.

Acolhimento, estrutura e possibilidades

Assim como o Gada, a Associação Madre Teresa De Calcultá começou como uma iniciativa de um grupo de pessoas em benefício de quem precisava de apoio. Nesse caso, as pessoas em situação de rua.

“Começamos servindo refeições na rua e, com o tempo, passamos a atender em uma sede, agregando a possibilidade de banho, roupas e acesso a documentos. Hoje, com o convênio com o Programa Recomeço, atendemos a diversas frentes, de acordo com o momento de cada morador em situação de rua”, afirma o assistente social, Matheus Manfre.

Diariamente, a instituição oferece café da manhã e almoço para quem precisar. Além disso, tem o atendimento chamado triagem, que dá suporte e encaminhamento para os moradores de rua que desejarem tratamento para a dependência química.

“Também temos a comunidade terapêutica, que acolhe e auxilia na reinserção social dos atendidos. Para os que não conseguem recolocação profissional em 6 meses, temos uma chácara de acolhimento e tratamento, que inclui oportunidade de formação profissional, construção de vínculos familiares e acompanhamento terapêutico. Nossa missão é construir novas histórias para essas pessoas”.

O projeto apoiado no Programa de Parcerias 2019 tem como objetivo mudar a relação dos atendidos com a alimentação, reestruturando o refeitório para se tornar mais acolhedor durante este momento importante na vida das pessoas em situação de rua.

“Existe uma ausência de apoio a questões essenciais na vida das pessoas. É nosso dever nos unir para fazer as mudanças acontecer e contar com apoio de quem se importa com a comunidade, como a Credicitrus e a Coopercitrus”, finaliza Matheus.

Algumas ideias, por mais corriqueiras que pareçam, podem ser capazes de transformar realidades. Equipamentos de tecnologia e um refeitório mais acolhedor, nas perspectivas do Gada e da Associação, são grandes oportunidades de sustentabilidade, já que vão permanecer muito tempo, auxiliando na construção de centenas de histórias.

Você, instituição, que já se cadastrou em nosso site, chegou a hora de elencar seu projeto de sustentabilidade para concorrer ao apoio em 2020. Clique aqui e inscreva-se!