São Manuel: Uma cidade repleta de referências de empreendedorismo social

04/09/2019

Quatro instituições mostram que a autossustentabilidade é possível.

Um dos maiores desafios enfrentados pelas organizações da sociedade civil é, justamente, a estabilidade financeira. E a situação torna-se ainda mais desafiadora quando as principais fontes de recursos são as esferas federal, estadual e municipal que, em tempos de crise, têm enxugado as verbas destinadas ao terceiro setor.

A Ação Social Cooperada, por meio da Credicitrus e da Coopercitrus, tem a missão de gerar possibilidades às instituições e, mais do que isso, compartilhar informação e inspiração.

Por isso, hoje apresentamos quatro instituições apoiadas pela Ação Social em São Manuel, no interior de São Paulo, que inovam ao gerarem os próprios recursos com muita criatividade, empenho e a participação da equipe institucional, dos atendidos e voluntários.

Essas instituições nos mostram que, sim, o empreendedorismo social é possível e, além disso, é muito rentável. Conheça essas histórias e leve ideias para a instituição que você faz parte.

Nossa parceira, a Associação de Pais e Amigos do Excepcional (APAE) de São Manuel, recebeu apoio para instalação de uma usina fotovoltaica por meio da Ação Social. Mas, além de atuar na sustentabilidade ambiental, a equipe desenvolve diversas iniciativas de geração de renda e se mobiliza em gerar os próprios recursos, garantindo mais tranquilidade no pagamento das contas no final de cada mês.

A sustentabilidade econômica tem feito a diferença na APAE São Manuel.

O administrador da APAE, João Rosa, explica que a geração de renda é cíclica: “Todos os equipamentos que utilizamos nos atendimentos, nós também locamos para a comunidade. O valor arrecado volta para ampliar as atividades. Por exemplo: temos a quadra esportiva que alugamos para jogos e eventos, a piscina aquecida, que locamos para a prática de atividades aquáticas, a cozinha industrial também é usada por terceiros. Aproveitamos todas as possibilidades e, em média, arrecadamos o suficiente para pagar 27% das contas”, explica João.

A iniciativa de geração de renda da Casa Santa Maria começa um pouco diferente e abraça, inclusive, as famílias da comunidade. A administradora da instituição, Gabriela Martos, conta que a ideia surgiu para fortalecer os vínculos, garantindo qualidade de vida às crianças e adolescentes atendidos.

“Aqui acolhemos 20 crianças vítimas de maus tratos e 100 crianças no nosso serviço de convivência em contraturno escolar. Nosso projeto de geração de renda é por meio da confecção: mantemos uma malharia que fornece uniformes para usinas, empresas e até para a prefeitura da cidade. Tudo começou com um curso para as mães dos atendidos, que aprenderam o ofício e ganharam a possibilidade de trabalhar na própria confecção. Por enquanto, a malharia se auto sustenta, mas nosso plano é expandir para que ela gere renda para a instituição”, explica.

A confecção da Casa Santa Maria gera empregabilidade para 15 pessoas da comunidade.

A confecção gera empregabilidade para 15 costureiras, bordadeiras e profissionais de silk, incluindo uma das acolhidas, que tem 16 anos. Além disso, tem 2 funcionários fixos e uma parceria com uma empresa de silk para as peças produzidas. A Casa Santa Maria não mede esforços para garantir o melhor atendimento às crianças e adolescente e além disso, causa um grande – e positivo – impacto na comunidade de São Manuel.

No Grupo de Assistência às Pessoas com Câncer de São Manuel há vários projetos de geração de renda para beneficiar não só a instituição, mas também os atendidos: Tem o Brechó, a Cozinha Acolhedora e a sessão de customização de chinelos, roupas, canecas e garrafas – esses dois últimos, apoiados pela Ação Social Cooperada.

Elenita Perez, coordenadora do Grupo, explica como funciona cada projeto: “Por exemplo, semanalmente as atendidas preparam pratos na Cozinha Acolhedora, esses produtos são vendidos e a renda é destinada à manutenção do projeto e para remunera-las. Elas ficam muito entusiasmadas com o reconhecimento. Tem também o bazar, que é sucesso aqui na região e que é organizado pelos nossos voluntários. Já na nossa seção de customização, fazemos chinelos, aventais e diversos presentes. Uma pessoa compra e conta para outra e estamos cada vez mais conhecidos por isso. Com a renda, compramos fraldas, suplementos, medicamentos e cestas básicas para nossos atendidos. Esses projetos nos abriram várias possibilidades e, para a instituição que pretende começar, digo: não tenha medo, temos que correr atrás do melhor atendimento”, aconselha.

A cura do câncer vem através do trabalho e do afeto entre as atendidas do GAPSCM.

Por fim, o pessoal do Centro Social São Manuel – Projeto Girassonhos sonhou alto e contou com nosso apoio para gerar a própria renda, adquirindo uma estrutura de chipagem e cronometragem para corridas de rua para realizar eventos próprios e locar o equipamento para eventos esportivos da região. A inauguração desse projeto aconteceu em março de 2019 na primeira edição da GIRARUN, que mobilizou moradores e atletas para uma corrida de rua emocionante. A equipe da Ação Social esteve presente e conta tudo aqui.

A assistente social Ana Paula Gil Rodrigues conta que ter a oportunidade de gerar recursos próprios possibilita a rentabilidade e a execução dos projetos mais necessárias à instituição. “Nosso equipamento de chipagem e cronometragem está abrindo novas perspectivas, além de incentivar o esporte na região toda. Os recursos públicos não são suficientes e só podem ser aplicados em aspectos específicos. Então, se for preciso uma melhoria, uma ampliação ou um novo projeto, os recursos próprios são a solução, pois nos garantem autonomia independente da demanda, o que resulta em mais qualidade no atendimento.”, enfatiza.

Com ideias bem fundamentadas e muita força de vontade, milhares de possibilidades surgem para uma sociedade mais justa e feliz para todos. Essas iniciativas de empreendedorismo social nos deixam admirados pela criatividade e eficiência e, pelos exemplos acima, são realmente transformadoras. Que tal tirar as ideias do papel e fazer um projeto de geração de renda acontecer? Conte com a gente nesta empreitada!