Sustentabilidade ambiental, o foco das instituições de Uberlândia

17/12/2019

Mais desenvolvimento para as instituições, mais consciência para a futura geração.

Falamos aqui no blog sobre as várias formas de exercer a sustentabilidade e como todas elas são importantes para promover o desenvolvimento da sociedade. Continuando a nossa jornada de conhecimento sobre as instituições apoiadas no Programa de Parcerias 2019, convidamos você a conhecer o Centro de Formação Comunitária São Francisco de Assis e o Lar Espírita Maria Lobato de Freitas, localizados na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais.

A Credicitrus e a Coopercitrus, através da Ação Social Cooperada, têm fomentado especialmente as iniciativas de sustentabilidade ambiental, por meio dos projetos das usinas fotovoltaicas. Vários sistemas já foram instalados, como no Educandário Santo Antônio de Bebedouro, Casa da Criança de Frutal e diversas outras.

O Centro de Formação Comunitária São Francisco de Assis decidiu aderir a esse projeto. A instituição tem mais de 20 anos de atuação na cidade mineira e atende quase 200 crianças de 6 a 16 anos com atividades esportivas, de arte, cultura e educação.

O Vinícius Nogueira Marra, que trabalha há pouco mais de 2 anos na instituição, começou a perceber detalhes que poderiam fazer a diferença naquela rotina e concluiu: “Com o custo mensal de energia que temos, eu poderia contratar 1 professor ou comprar até 100 quilos de carne para a alimentação dos atendidos”.

Diante da constatação, ele ficou sabendo que o sonho da instituição era ter um sistema de energia alternativo, mas, que até então, não era possível pela falta de estrutura para a instalação.

Depois de algumas melhorias, ele reuniu a equipe e inscreveu um projeto no nosso Programa de Parcerias e Sustentabilidade 2019, que recebeu apoio e está em fase de instalação.

“Vamos conseguir 95% da nossa demanda e isso vai impactar diretamente no nosso atendimento: com a economia nas contas, conseguiremos investir em um melhor atendimento para nossas crianças, além de aumentar a capacidade da usina fotovoltaica e até dar andamento na nossa cooperativa de costureiras”.

Vinícius conta que a instituição fica localizada em uma região distante do centro de Uberlândia, o que fez dos moradores os precursores de uma comunidade mais sustentável, já que a maioria decidiu abrir seu próprio negócio naquela região.

“Temos uma realidade diferente e queremos levar oportunidades para essas pessoas e também promover o conhecimento sobre a sustentabilidade da nossa instituição. Na inauguração da usina, vamos mostrar às famílias o funcionamento e também os benefícios para a comunidade”.

Um pouco diferente do Centro de Formação, mas parecido com outras iniciativas que já contamos por aqui, é o Lar Espírita Maria Lobato de Freitas.

De acordo com a Silene Moreira, coordenadora, a instituição atende a 110 crianças e 80 famílias no contraturno escolar, garantindo acesso à cultura, educação e consciência ambiental com geração de renda.

O Lar possui, desde 2015, uma horta hidropônica de 42m² em que são produzidos 500 pés de alface, rúcula e agrião utilizados exclusivamente na alimentação da criançada.

O projeto apoiado no PPS 2019 visa a ampliação dessa iniciativa: aumentar a horta para 210m² produzindo 2.500 unidades de vegetais, que serão utilizados não só para alimentação interna, mas também para serem doados às famílias e vendidos à comunidade.

“No começo, foi difícil entender o funcionamento desse sistema, mas quando aprendemos, vimos como é importante. Economizamos muita água, a perda de vegetais é mínima e podemos garantir renda para nossos projetos. Além disso, envolvemos nossos atendidos nos cuidados com a horta, gerando uma educação sustentável importante no desenvolvimento de cada um deles. Hoje, temos a certeza de que formamos multiplicadores da proteção ambiental e social”, afirma Silene.

Tanto o Centro de Formação quanto o Lar tomaram a decisão de serem sustentáveis dentro de seus contextos, já conscientes dos reflexos que essas atitudes terão na comunidade e na formação das crianças e adolescentes que atendem.

Atitudes como essas mostram para nós, da Credicitrus e da Coopercitrus, através da Ação Social Cooperada, que tudo o que acreditamos e realizamos nas comunidades em que fazemos parte causa um impacto positivo e duradouro na vida de milhares de pessoas.

Por isso, reforçamos o convite: até 31 de dezembro de 2019, sua instituição pode ainda se cadastrar se tornar nossa parceira. Clique aqui para efetivar essa parceria. E, se você já se cadastrou, o que está esperando para nos enviar seu projeto? Estamos curiosos para conhecer as ideias da sua instituição e dar apoio para torna-la uma realidade. Conte com a gente. Clique aqui e inscreva seu projeto!